Família

26/09/2016 10h00

Como escolher uma escola para o seu filho?

Educador alerta para pontos que devem ser levados em consideração na hora de escolher onde seu filho irá estudar

Por Rafael Mansur

Arquivo Nosso Bem Estar
Garly

Para ajudar os pais nessa difícil decisão, pedimos ao educador Rafael Mansur para esclarecer alguns pontos fundamentais dessa questão

Escolher uma instituição de ensino para seu filho é uma tarefa extremamente complicada. As inúmeras opções e a diversidade nos tipos de ensinos ofertados dificultam mais ainda o momento de eleger um lugar ideal.

Para ajudar os pais nessa difícil decisão, pedimos ao educador Rafael Mansur para esclarecer alguns pontos fundamentais dessa questão. Aqui vão algumas dicas para não errar e nem se arrepender depois de já ter matriculado a criança.

Escola Pública ou Privada

Primeiro, é preciso decidir se a criança estudará em uma rede de ensino público ou privado. É importante sempre levar em conta a localização e acesso ao colégio, quanto mais acessível, melhor. Ao escolher uma escola pública, procure por informações e dados acerca da instituição, é possível conferir na internet, por exemplo, dados como o IDEB daquela escola e estrutura.

No caso da escola particular, a procura deve levar em conta diversos pontos. O primeiro é escolher uma escola mais próxima a sua casa. É comum às vezes optar por um local que fica também próximo ao local de trabalho, mas não é indicado, uma vez que todo colégio possui eventos durante o ano e, o deslocamento fica mais tranquilo quando a casa é próxima à escola.

Visite a instituição

Mapeado o local, visite a instituição. Neste ponto você vai encontrar dois tipos de escola: as quem permitem a entrada sem prévio agendamento e aquelas em que é necessário agendar um horário e uma data para visita. Pense bem? Se uma escola precisa agendar o horário para um visitante, ela não está preparada para receber você a qualquer horário. Por isso, ponto a mais para os espaços que são mais transparentes.

Ao visitar a escola, entre em locais importantes como banheiros, cantinas, salas de aula e locais de recreação. Verifique a limpeza e organização dos espaços. Converse com os funcionários presentes e se possível com famílias de crianças que já estudam lá.

É claro que você não pode deixar de conferir o preço. Pergunte o valor da mensalidade, mas pergunte também o quanto gastará por outras coisas: material, excursões, uniforme, atividades extracurriculares. Saiba quanto ficará todo o ano. Tenha a lista de material em mãos e cuidado com algumas coisas: as escolas são proibidas de cobrar certos tipos de materiais. Verifique se a escola que está procurando está cobrando tudo conforme a lei.

Filosofia de ensino

Agora, o ponto mais importante: saiba sobre a filosofia de ensino da escola, questione como a escola avalia o aluno, quais são as atividades, como é o currículo escolar, quanto tempo de aula, o que é mais valorizado na instituição. Para se sentir mais seguro nesse momento, saiba que não existe modelo educacional perfeito. Existe sim a filosofia de ensino que combina mais ou menos com a sua filosofia de vida e com a personalidade da criança.

Escolha com carinho

Com todos estes detalhes registrados, coloque em uma balança o custo X benefício e saiba definir. Mas ainda não é o fim, é preciso mais uma etapa.

Depois de todas essas fases, converse com o maior interessado neste processo, pergunte à criança se ela gostaria de estudar ali e fique atento à justificativa, mas deixe claro que a palavra final é sua.

Escolher uma escola é uma tarefa demorada e às vezes complicada, no entanto, é uma decisão de extrema importância e deve ser feita com cuidado e carinho. Um dia de uma criança dentro da escola, pode impactar para o resto de sua vida. Escolha bem.

Rafael Mansur é educador, escritor e editor do portal Radar Escola, um site voltado para pais e professores interessados em discutir e entender as relações da educação com o mundo. www.radarescola.com.br

X